Justiça adia audiência sobre caso de estupro

A Suprema Corte da Índia adiou para hoje uma audiência para mudar o foro do julgamento sobre o estupro coletivo e morte de uma jovem no mês passado. A defesa de um dos réus, Mukesh, Singh, pediu que o caso não seja julgado em Nova Délhi por acreditar que o acusado não receberá um tratamento justo em razão da revolta popular criada pelo caso. "Os acusados também têm direitos", disse seu advogado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.