Justiça afegã condena concurso de miss

A Suprema Corte afegã condenou Vida Samadzai, 23, que compete como miss Afeganistão num concurso de beleza, dizendo que a exibição do corpo feminino contraria a lei islâmica e a cultura nacional.Vida participa do concurso Miss Terra, realizado em Manila, nas Filipinas, e desfilou de biquíni vermelho perante o público. Trata-se da primeira afegã a tomar parte na competição. Acredita-se que a concorrente deixou seu país nos anos 90 e emigrou para os Estados Unidos. Ela disse que entrou no concurso para mostrar ao mundo uma imagem diferente das mulheres do Afeganistão.Mas a Suprema Corte do Afeganistão, dizendo-se pressionada pela curiosidade do público, emitiu a declaração de que ?mulheres que mostram seus corpos despidos diante de outras pessoas estão completamente contra a Sharia (lei islâmica), contra o Islã e contra a cultura do povo afegão?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.