Atef Safadi/EFE
Atef Safadi/EFE

Justiça americana mantém veto a novo decreto de Trump sobre imigração

Com a decisão, o governo ainda pode recorrer à Suprema Corte para que segunda versão da medida entre em vigor

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2017 | 15h36

NOVA YORK - O governo do presidente americano, Donald Trump, sofreu uma nova derrota na Justiça na batalha para implementar sua política de restrição de imigrantes e refugiados de países muçulmanos.

Uma Corte de Apelações da Justiça federal americana manteve nesta quinta-feira, 25, o veto a trechos do segundo decreto assinado pelo presidente, que proíbe a entrada de cidadãos de seis países de maioria islâmica nos Estados Unidos por 90 dias e de refugiados por 120.

Com a decisão, o governo ainda pode recorrer à Suprema Corte para que a segunda versão do decreto entre em vigor - uma primeira versão também foi barrada na Justiça nas primeiras semanas do governo. 

O decreto atual de Trump veta a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de Irã, Somália, Sudão, Iêmen, Síria e Líbia. A versão original incluía também iraquianos, mas abria exceções a minorias cristãs - o que levantou críticas de que ele era parcialmente destinado a muçulmanos. 

A nova versão não tem referência alguma a religiões, mas ainda assim foi considerada discriminatória pela Justiça. / NYT

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.