Justiça americana muda juiz do caso Michael Jackson

O caso de homicídio culposo contra o cardiologista de Michael Jackson foi transferido para um novo juiz de Los Angeles. O médico Conrad Murray, seus advogados e promotores se reuniram perante o juiz supervisor da Suprema Corte, Peter Espinoza, que transferiu o caso para o juiz Michael Pastor.

AE-AP, Agência Estado

05 de abril de 2010 | 20h06

As medidas que deverão ser tomadas pelo novo juiz incluem o estabelecimento de uma data para audiência preliminar e abrange a manutenção da licença de Murray para clinicar. O promotor geral do Estado, que representa o conselho médico estadual, anulou a licença de Murray.

Michael Jackson morreu em 25 de junho de 2009 por causa de uma grave intoxicação com o anestésico hospitalar propofol e outros sedativos. Murray declarou inocência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.