Justiça autoriza Assange a apelar de extradição

A Suprema Corte britânica deu permissão ontem para que Julian Assange, o fundador do site WikiLeaks, apresente uma apelação contra sua extradição para a Suécia, onde ele é acusado de abuso sexual. Assange, de 40 anos, cumpre prisão domiciliar na mansão de um amigo. Ele tem 14 dias para entrar com o recurso. Assange ficou conhecido após divulgar em seu site milhares de documentos militares dos EUA e informações sobre vários países citados em mensagens de missões diplomáticas americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.