Justiça avalia demissão de ex-sacerdote casado

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos revisará o caso do ex-padre José Antonio Fernández, demitido do cargo de professor de religião há 14 anos. Fernández já havia pedido licença do sacerdócio quando se casou, mas perdeu o emprego mesmo assim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.