Justiça britânica oficializa Síndrome da Guerra do Golfo

A Suprema Corte da Grã-Bretanha emitiu decisão que oficializa a chamada Síndrome da Guerra do Golfo como doença. A corte rejeitou uma apelação feita pelo Ministério da Defesa contra uma decisão anterior tomada por um tribunal de pensões. Segundo o veredicto, o veterano Shaun Rusling, de 44 anos, sofre de ?Síndrome da Guerra do Golfo?.O juiz George Newman, que presidiu o caso, decidiu que não há base legal para a apelação do governo, mas, ao mesmo tempo, não expressou uma opinião sobre se a síndrome existe "como uma doença individual". Ele afirmou que futuros pedidos de compensação deverão provar a existência da síndrome, caso a caso.Mesmo assim, os advogados de Rusling comemoraram a decisão, afirmando que ela impede o Ministério da Defesa de evitar que veteranos tentem provar a existência da síndrome."A decisão de hoje não afetará apenas Shaun e aqueles veteranos que serviram na Guerra do Golfo, mas sim toda a população de veteranos da Grã-Bretanha", afirmou, em comunicado, a empresa de advocacia que representa Shaun.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.