Justiça britânica vê falha na segurança de reator nuclear

Uma corte decidiu nesta sexta-feira que os responsáveis pela operação de uma usina nuclear na Escócia violou normas de segurança. Partículas radioativas foram encontradas numa praia próxima. Um empresário local, Geoffrey Minter, processou a Autoridade de Energia Atômica do Reino Unido, que administra a instalação de Caithness, depois de descobrir a radioatividade em suas terras, em Sandside Beach. A conclusão judicial diz que a Autoridade ?falhou, e continua a falhar? no objetivo de evitar danos à propriedade alheia. O tribunal reconhece, porém, que não tem poderes para impor nenhuma ?obrigação clara? à Autoridade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.