Justiça condena homem pela morte de um gato

A Justiça americana condenou Russell Christopher Hofstad, de 25 anos, a dois anos de prisão pela morte de um gato. Hofstad foi processado por roubar o animal, matá-lo e usar parte de sua pele como adereço. Ele foi pego em flagrante por policiais.

O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.