Justiça condena militar que matou prisioneiro

O sargento do Exército britânico Alexander Blackman, filmado enquanto executava a sangue frio um prisioneiro integrante do Taleban no Afeganistão, foi condenado ontem a 10 anos de prisão por uma corte marcial. Blackman, de 39 anos, matou o rebelde, capturado ferido, enquanto recitava trechos de Shakespeare. A câmera do capacete de um colega de tropa registrou acidentalmente a cena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.