Justiça da Rússia volta a convocar Madonna

Um tribunal de São Petersburgo, na Rússia, voltou a convocar a cantora Madonna para depor em um processo sobre "danos morais". A cantora foi processada por ter feito "propaganda da homossexualidade" em seu show na cidade. De acordo com o governo, o processo foi aberto por "um grupo de cidadãos" e prevê indenização de US$ 11 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.