Justiça da Ucrânia condena suposto espião turco

Promotores ucranianos disseram que um cidadão turco foi condenado por ter subornado um oficial da Marinha da Ucrânia para obter informações sobre patrulhas navais na Península de Crimeia, no Mar Negro. O Escritório Geral da Promotoria disse que o homem, de 41 anos e cujo nome não foi revelado, pagou cerca de US$ 7 mil (? 4,8 mil) no ano passado para saber quais trechos marítimos seriam patrulhados pelos navios de guerra da Ucrânia. Ele foi condenado a três anos e três meses de prisão.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2011 | 11h48

O oficial subornado da Marinha avisou os serviços de inteligência da Ucrânia e foi instruído a fornecer informações erradas ao cidadão turco, enquanto as autoridades armaram um emboscada para detê-lo. Os promotores acreditam que o homem, que se declarou inocente, buscava informações para auxiliar barcos turcos que planejavam pescar ilegalmente em águas territoriais da Ucrânia.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaEspionagemMar Negro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.