REUTERS/Francois Lenoir
REUTERS/Francois Lenoir

Justiça do Equador confirma sentença e ordena captura de Rafael Correa

Ex-presidente foi condenado a oito anos de prisão por corrupção

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2020 | 23h20

QUITO - A Justiça do Equador ordenou nesta quarta-feira, 23, a captura do ex-presidente Rafael Correa, que vive na Bélgica, condenado a oito anos de prisão por corrupção.

O anúncio foi feito pelo tribunal que ditou a sentença. A resolução judicial determina a execução da decisão, confirmada em última instância há duas semanas. A decisão inclui a desqualificação vitalícia de Correa para desempenhar cargos políticos.

Correa, que pretendia participar das eleições de fevereiro do próximo ano, governou o Equador entre 2007 e 2017. De acordo com a justiça, ele cometeu subornos e recebeu propina em troca de contratos com empresas. 

A Justiça ordenou à polícia a "localização imediata e captura" do ex-presidente socialista. Também determinou que o Ministério das Finanças suspenda a remuneração vitalícia de 4,2 mil dólares mensais que Correa recebia como ex-presidente. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.