Justiça do Irã rejeita recurso contra judeus acusados de espionagem

Três juízes rejeitaram o recurso final de 10 judeus condenados por espionagem em favor de Israel, informou nesta quarta-feira a estatal Rádio Teerã. O motivo da decisão não foi informado. A sentença determina que os judeus não têm mais o direito de apelar. Em julho de 2000 eles foram considerados culpados de espionar em favor de Israel, na cidade sulista de Shiraz, recebendo sentenças que variavam entre quatro e 13 anos de reclusão.Para o Departamento de Estado dos EUA, é "lamentável que a corte de apelações não tenha derrubado todas as condenações". Israel nega que os homens detidos sejam seus agentes e critica o processo, a condenação e a sentença contra cada um deles. O Irã não possui laços diplomáticos com o Estado judeu e proíbe qualquer contato com Israel, considerado por Teerã como inimigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.