B.K. Bangash/AP
B.K. Bangash/AP

Justiça do Paquistão concede liberdade ao ex-presidente Musharraf

Ex-presidente cumpria prisão domiciliar desde março; advogados aguardam trâmites legais para levá-lo para Dubai

O Estado de S. Paulo,

09 de outubro de 2013 | 16h58

RAWALPINDI, PAQUISTÃO - A Suprema Corte do Paquistão concedeu liberdade sob fiança ao ex-presidente Pervez Musharraf, no caso da morte do chefe rebelde Akbar Bugtia, anuciaram seus advogados nesta quarta-feira, 9. A decisão é crucial para a libertação de Musharraf, que já havia conseguido a liberdade condicional em outras acusações.

"Os servidores penitenciários presente na casa de Musharraf vão embora assim que receberem as ordens de um tribunal", disse à agência Reuters Ahmed Raza Kasuri, que lidera a equipe de advogados do ex-presidente.

"Musharraf pode voar amanhã (quinta-feira) para Dubai assim que essas formalidades legais forem cumpridas", completou.

Musharraf retornou do autoexílio ao Paquistão em março para disputar eleições, apesar da possibilidade de ser preso e das ameaças de morte feitas pelo Taleban. Ele teve a detenção decretada imediatamente por problemas em vários casos judiciais, mas por questões de segurança foi mantido em sua casa, em vez de uma prisão. /AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoPervez Musharraf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.