Justiça dos EUA impõe fiança de US$ 30 mi para raptor de Jaycee

Phillip Garrido enfrenta 29 acusações envolvendo sequestro, estupro e aprisionamento de Jaycee Dugard.

BBC Brasil, BBC

14 de setembro de 2009 | 19h09

O Tribunal do condado de El Dorado, na Califórnia, estabeleceu nesta segunda-feira uma fiança de US$ 30 milhões (R$ 54 milhões) para a libertação de Phillip Garrido, o homem acusado de ter sequestrado, estuprado e mantido cativa por 18 anos Jaycee Dugard.

Ao fixar a fiança, o juiz Douglas Phimister citou a natureza grave das acusações, os danos causados à vítima e o fato de que Garrido estava em liberdade condicional na época do sequestro.

Jaycee Lee Dugard foi arrastada para dentro de um carro em 1991, quando aguardava o ônibus escolar perto de sua casa em South Lake Tahoe, na Califórnia. Ela tinha 11 anos de idade.

Phillip Garrido é acusado de ter estuprado a menina quando ela tinha 14 anos e de ter tido com ela duas filhas, hoje com 11 e 15 anos.

Ela teria sido mantida com as crianças em uma área secreta composta por barracas e cabanas de madeira atrás da casa de Garrido na cidade de Antioch, a leste de São Francisco.

Phillip Garrido e sua mulher, Nancy, estão presos desde agosto na Califórnia.

Em uma audiência no início deste mês, o casal se declarou inocente das 29 acusações relacionadas a sequestro, estupro e aprisionamento.

Segundo o juiz, a fiança foi fixada apenas para Phillip Garrido e não para sua mulher, Nancy, que continua presa sem condições de pagamento de fiança. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.