Justiça dos EUA veta estatuto de Jerusalém

Um Tribunal Federal de apelações dos Estados Unidos declarou que o estatuto de Jerusalém é inconstitucional.

AE, Agência Estado

24 de julho de 2013 | 04h17

A lei, que foi assinada em 2002 pelo ex-presidente George Bush, permitia que norte-americanos nascidos em Jerusalém registrassem no passaporte dos Estados Unidos serem naturais de Israel. Três juízes disseram que a lei é inadmissível.

O caso foi levado aos Tribunal pelos pais de Menachem Zivotofsky, que nasceu em um hospital de Jerusalém, logo após a lei ter sido aprovada. Os pais queriam identificar Israel como seu local de nascimento, mas os Estados Unidos se recusaram porque não reconhecem a soberania de nenhuma nação em Jerusalém. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euaisraelestatutojerusalém

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.