Justiça Federal ordena volta de Saá à presidência

A juíza federal María Romilda Servini de Cubría ordenou hoje ao demissionário presidente interino da Argentina, Adolfo Rodriguez Saá cumpra com as obrigações de chefe de Estado até que a Assembléia Legislativa aceita o pedido de renúncia, segundo o jornal Clarin.A juíza advertiu ainda que Saá pode ser processado caso não continue exercendo as funções de presidente até que a Assembléia aceite formalmente a renúncia. A Assembléia deve se reunir amanhã às 14h00.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.