Justiça francesa manda fechar site de grupo de extrema-direita

Um juiz francês ordenou, nesta quinta-feira, o fechamento do site do grupo de extrema-direita Unidade Radical, vinculado ao homem acusado de tentar assassinar o presidente Jacques Chirac no mês passado. O juiz Jean-Pierre Marcus disse que a página deve desaparecer da Internet nos próximos dias. Além disso, ele impôs uma multa de 5 mil euros - ou US$ 4,8 mil - para cada dia que o site continuar na rede após o prazo fixado.A página é administrada pela associação Nossas Raízes. Marcus também ordenou à On Line, o portal da Unidade Radical, que corte "prontamente" o acesso a esse site que, segundo o juiz, dava indícios de anti-semitismo em vários de seus textos. A decisão judicial - que ainda terá de ser aprovada pelo conselho de Estado, principal organismo administrativo da França - foi anunciada dois dias depois que o gabinete francês decidiu proscrever a Unidade Radical, grupo baseado em Paris que abriga vários movimentos extremistas. Fabrice Robert, presidente da Nossas Raízes e diretor da Unidade Radical, denunciou a ordem do juiz contra o site e disse que a medida demonstra unicamente que a França era uma "ditadura democrática".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.