Justiça francesa proíbe ato anti-Islã em Paris

Manifestação, prevista para o domingo, foi convocada pelos grupos de extrema direita Resistência Republicana e Resposta Laica

O estado de S. Paulo

17 de janeiro de 2015 | 14h28

PARIS - A pedido da polícia, a Justiça francesa proibiu neste sábado uma manifestação para tirar os muçulmanos da França por considerá-la anti-islamita, de acordo com uma sentença.

A manifestação, prevista para o domingo, foi convocada pelos grupos Resistência Republicana e Resposta Laica. Os dois movimentos provocaram controvérsia em 2010 quando quiseram distribuir aperitivos de salsicha em bairros multiétnicos da capital francesa. E em março, quando organizaram com um grupo de extrema direita um protesto contra a islamização da França.

A polícia parisiense proibira a concentração porque "não tinha como objetivo pedir a condenação de atos terroristas, mas se insere claramente em uma lógica islamofóbica". O tribunal expressou seu temor de que se produzam enfrentamentos com pessoas que tornaram pública sua intenção de se opor à manifestação.

Segundo a decisão, as forças da ordem que estão distribuídas de forma generalizada pelo território francês em razão do nível de alerta "não podem ser desviadas do seu objetivo prioritário, que é evitar novos atentados. / AFP

 

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaParisIslã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.