Justiça indicia 86 por planejar golpe

Oitenta e seis pessoas (secularistas e militares da reserva) foram indiciadas ontem na Turquia e acusadas de planejar um golpe para depor o governo do premiê Recep Erdogan. Os opositores dizem que a acusação é uma vingança contra o processo na Justiça para proscrever o Partido Justiça e Desenvolvimento (AK), de Erdogan, acusado de tentar impor um regime islâmico no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.