Justiça investiga enriquecimento

A Justiça argentina iniciou na semana passada uma nova investigação contra o ex-presidente argentino Néstor Kirchner e sua mulher e atual presidente, Cristina Kirchner, pelo crescimento de 158% no patrimônio do casal em apenas 12 meses. Os promotores pretendem comparar as declarações de bens oferecidas pelos dois nos últimos anos para descobrir possíveis fraudes.Em declarações separadas, Néstor e Cristina declararam o mesmo bem - um hotel de propriedade conjunta no sul da Argentina - como valendo US$ 215 mil e US$ 1,2 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.