Justiça investiga morte de Allende pela 1ª vez

A Justiça chilena averiguará pela primeira vez as circunstâncias da morte do ex-presidente Salvador Allende, que supostamente se suicidou no Palácio de La Moneda em 11 de setembro de 1973, durante o golpe liderado por Augusto Pinochet. O caso está entre as 726 denúncias de violações dos direitos humanos comtidas pela ditadura até agora desconhecidas pela Justiça que foram apresentadas na quarta-feira pela procuradora da Corte de Apelações de Santiago do Chile, Beatriz Pedrals.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.