Justiça liberta blogueiro acusado de incitação

A Justiça do Egito libertou ontem o blogueiro e ativista egípcio Alaa Abd El-Fattah, detido havia dois meses, anunciaram sua irmã e uma fonte judicial, acrescentando que ele não poderá deixar o país. Alaa estava em prisão preventiva desde 30 de outubro, acusado de incitar a violência contra as Forças Armadas durante protesto de cristãos coptas, em 9 de outubro, no Cairo, e pelo incêndio de uma igreja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.