Justiça liberta ex-premier do Nepal

O ex-primeiro-ministro do Nepal Sher Bahadur Deuba foi libertado nesta terça-feira, horas depois de a Corte Suprema anular a polêmica Ordem Real Anticorrupção que o condenou, disseram seus familiares.O ex-primeiro-ministro foi retirado do cargo quando o rei Gyanendra assumiu o poder absoluto no Nepal, em fevereiro de 2005, sob críticas da oposição e da comunidade internacional.O Supremo anulou na segunda-feira a Ordem Real Anticorrupção por ir contra a Constituição, e considerou inválidas todas as suas decisões.Em julho, essa ordem condenara Deuba e seu ministro de Infra-estruturas, Prakash Man Singh, a dois anos de prisão e uma multa de US$ 1,3 milhão.Ambos foram acusados de casos de corrupção, entre eles uma suposta malversação de fundos num multimilionário sistema de purificação de água que o próprio Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), que lançou o projeto, negou existir.O ex-primeiro-ministro recorrera ao Supremo da decisão judicial da Comissão Anticorrupção, alegando que era um órgão anticonstitucional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.