Justiça nega status de barco a casa flutuante

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu em um processo sobre impostos que uma casa flutuante não pode ser enquadrada na categoria de barco. A disputa era entre o proprietário da moradia e os donos de uma marina onde o "imóvel" ficou ancorado. Em decisão de 12 páginas ilustrada com fotos, os juízes negaram o pedido dos administradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.