Justiça retoma processo de fraude contra Berlusconi

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, voltou a ser alvo de um tribunal hoje por suposta fraude tributária. É o primeiro de vários processos pendentes contra o premiê, que devem ser retomados após o Tribunal Constitucional da Itália atenuar uma lei de imunidade que impedia processos contra alguns membros do governo.

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 10h41

A promotoria disse que o império informativo Mediaset, de Berlusconi, comprou os direitos de televisão de filmes norte-americanos através de duas empresas "em paraísos fiscais" e fez uma declaração falsa para reduzir seus impostos. Berlusconi, que não esteve presente no tribunal hoje, negou todas as acusações.

O processo judicial foi suspenso no ano passado, após o Parlamento aprovar uma lei que permitia ao primeiro-ministro e a outros funcionários do governo adiar seus julgamentos por seis meses, renováveis por até 18 meses, caso o acusado tenha um "impedimento legítimo" relacionado a suas funções oficiais. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconifraudeJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.