Justiça tailandesa condena ex-primeira-dama

Um tribunal tailandês sentenciou a três anos de prisão Pojaman Shinawatra, condenada por sonegação fiscal. Ela é mulher do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra e deixou de pagar milhões de dólares em impostos. O ex-chefe de governo foi afastado do cargo em 2006, mas sempre negou as acusações de corrupção que pesavam sobre sua família. Pojaman deverá apelar da sentença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.