Kadafi cria incidente diplomático ao chegar na Nigéria

O líder líbio, Muammar Kadafi, provocou um incidente ao chegar nesta terça-feira à capital nigeriana, Abuja, para participar da cúpula entre países africanos e sul-americanos, informaram nesta quarta-feira fontes diplomáticas. Kadafi chegou acompanhado de 200 guarda-costas, que exigiram descer com suas armas do avião, explicaram as fontes. Os responsáveis pelo aeroporto negaram a autorização, argumentando que, segundo as normas, os guarda-costas dos dirigentes que visitam a Nigéria só estão autorizados a usar oito armas de pequeno porte. O líder líbio protestou e ameaçou retornar a seu país na mesma hora. O incidente foi contornado graças à intervenção do presidente da Nigéria, Olusejun Obasango. Finalmente, Kadafi aceitou uma limitação. As armas barradas foram guardadas no aeroporto. Ministros de Relações Exteriores da África e da América do Sul preparam desde terça-feira uma cúpula dos dois continentes, que começa nesta quinta-feira.

Agencia Estado,

29 Novembro 2006 | 12h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.