Kadafi espera ser conselheiro em novo regime, diz jornal

O governante da Líbia, Muamar Kadafi, espera ter um papel de conselheiro em qualquer novo regime, disse seu filho, Al-Saadi Kadafi, segundo o site do Financial Times. "Meu pai ficaria como o grande pai que aconselha", afirmou. Ele caracterizou a turbulência como um "terremoto positivo" para o governo líbio.

AE, Agência Estado

23 de fevereiro de 2011 | 16h00

Al-Saadi disse que seu irmão Saif al-Islam Kadafi está trabalhando numa nova Constituição e fará um anúncio em breve, de acordo com o Financial Times. Ele não deu mais detalhes.

Insurgentes

Mais cedo, o chanceler da Itália, Franco Frattini, informou que o governo de Kadafi já perdeu o controle da parte Leste da Líbia, onde ficam as cidades de Benghazi e Tobruk. Manifestantes e populares entrevistados pela rede de TV Al-Jazira disseram hoje que soldados e policiais desapareceram de uma área de centenas de quilômetros, de Benghazi até a fronteira com o Egito, e que toda a região está sob o controle dos insurgentes.

O comandante das tropas em Tobruk, o major-general Suleiman Mahmoud, disse à Al-Jazira que todos os soldados abandonaram Kadafi e passaram a apoiar a oposição. "Nós estamos do lado do povo" afirmou. "No passado, estávamos com ele (Kadafi), mas agora a situação mudou. Ele é um tirano", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaprotestosKadaficonselheiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.