Kadafi pode ficar se deixar o poder, diz ONU

Após meses de bombardeios da Otan, que não conseguiram pôr um fim ao conflito na Líbia, as forças de coalizão indicaram que o ditador Muamar Kadafi poderá ficar no país caso aceite renunciar. Em visita a Benghazi, o enviado da ONU, Abdul Elah al-Khatib, disse buscar uma saída política para a crise.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.