Kadafi: sentença do caso Lockerbie foi política

A sentença contra um dos acusados líbios no julgamento pelo atentado ao avião da PanAm em Lockerbie, pronunciada por um tribunal escocês em Camp Zeist, Holanda, na semana passada, foi "fundamentalmente política", disse nesta segunda-feira o líder da Líbia, Muammar Kadafi. Kadafi falou durante uma entrevista coletiva à imprensa realizada em sua residência - que em 1986 foi bombardeada pela aviação norte-americana -, e transmitida ao vivo pela televisão líbia, captada em Túnis, capital da Tunísia.O caráter "político" da sentença, afirmou Kadafi, foi ditado pela preocupação de "dar satisfação à maior parte - as famílias das vítimas do atentado e à opinião pública internacional - e não pela convicção de culpabilidade dos acusados líbios".Segundo o líder líbio, o tribunal escocês condenou Abdel Basset Al-Megrahi e absolveu Al Amine Khalifa Fhima "para evitar uma embaraçosa situação para os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, que exerceram fortes pressões sobre a corte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.