Kadafi visitará Moscou para negociar US$ 2 bilhões em armas

Jornal diz que o presidente da Líbia chegará ao país no próximo dia 31 para comprar sistema de defesa aéreo

Efe,

20 de outubro de 2008 | 07h57

O presidente líbio, Muammar Kadafi, chegará a Moscou no próximo dia 31 de outubro para negociar contratos multimilionários de compra de armas russas, informou nesta segunda-feira, 20, a edição o jornal de negócios Vedomosti, que cita fontes oficiais. Um representante do Kremlin disse ao jornal que o presidente russo, Dmitri Medvedev, deve receber Kadafi "antes de terminar o ano", enquanto fontes do Ministério de Exteriores disseram que a visita começará no próximo dia 31. Fontes do consórcio Tecnologias da Rússia informaram que a visita procura impulsionar a negociação de vários grandes contratos de aquisição de armas russas, por um valor de mais de US$ 2 bilhões. A Líbia está interessada em comprar, por exemplo, várias baterias dos modernos sistemas de defesa aérea com mísseis S-300 Favorit, sistemas Tor-M1 e vários Buk-M1-2. Além disso, está sendo preparada a assinatura de vários contratos para modernizar o obsoleto armamento soviético do Exército líbio (até 90% do total), que a URSS forneceu à Líbia entre 1981 e 1985 por um montante de US$ 4,6 bilhões, segundo a "Interfax". O presidente líbio visitou Moscou pela última vez em 1985, quando ainda existia a URSS.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.