Kevin Lamarque/Reuters
Kevin Lamarque/Reuters

Kamala suspende campanha presencial após integrante da equipe testar positivo para covid-19

Vice de Joe Biden na disputa presidencial, a senadora testou negativo na quarta-feira, mas cancelou eventos após a diretora de comunicações e um membro da equipe serem diagnosticados com a doença

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de outubro de 2020 | 13h14

WASHINGTON - A campanha democrata de Joe Biden interrompeu os eventos presenciais da senadora Kamala Harris até domingo depois que duas pessoas que viajaram com ela testaram positivo para o novo coronavírus, foi anunciado na manhã desta quinta-feira, 15.

A diretora de comunicações de Kamala, Liz Allen, e um membro da tripulação do voo testaram positivo, disse a campanha. A vice de Biden testou negativo na quarta-feira.

“A senadora não manteve contato próximo, conforme definido pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC), com nenhum desses indivíduos durante os dois dias anteriores aos testes positivos; como tal, não há exigência de quarentena”, disse a gerente de campanha de Biden, Jennifer O'Malley Dillon, em um comunicado.

“Independentemente disso, devido a um excesso de cautela e em linha com o compromisso de nossa campanha com os mais altos níveis de precaução, estamos cancelando viagens da senadora até o domingo.”

Kamala tinha um evento programado na Carolina do Norte na quinta-feira e outro em Ohio na sexta. Ela pretende voltar a participar dos eventos na segunda-feira, segundo o comunicado.

“Serei transparente com vocês sobre qualquer resultado de teste que eu receber”, escreveu Kamala no Twitter nesta quinta-feira. “Enquanto isso lembre-se: use máscara, pratique o distanciamento social e lave as mãos regularmente. É possível parar a propagação.”

A campanha disse que também cancelaria as viagens do marido de Kamala, Douglas Emhoff, mas que ele retomaria a agenda na sexta-feira. A campanha começou a rastrear contatos, disse o comunicado, “para notificar todos que entraram em contato com os indivíduos durante a janela de infecção potencial.”

Em uma teleconferência com repórteres, O'Malley Dillon disse que Kamala seria testada novamente nesta quinta e Biden continuaria com sua programação. Ele vai aparecer em um evento na Filadélfia, que será transmitido pela ABC esta noite. O último teste conhecido de Biden foi na segunda-feira; a campanha disse que o teste foi negativo.

“Ele não estava em contato próximo com nenhum desses indivíduos”, disse O'Malley Dillon. 

Allen, contaminada pela covid-19, e um membro da tripulação estavam em um voo com Kamala em 8 de outubro, um dia após o debate entre os candidatos a vice-presidente dos EUA. Biden e a Kamala fizeram campanha juntos no Arizona naquele dia, mas chegaram ao Estado separadamente.

Allen e o membro da tripulação mais tarde "participaram de eventos pessoais, não relacionados à campanha", disse O'Malley Dillon em seu comunicado. Posteriormente, eles tiveram que ser testados.  Todos os outros membros da equipe que estavam no voo com eles tiveram resultados negativos desde 8 de outubro, disse a campanha. / NYT

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.