Karzai acusa Otan por morte de civis em ataque aéreo

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, acusou ontem as tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de matar 52 civis em um ataque na semana passada. Segundo o comunicado de Karzai, a inteligência afegã descobriu que um foguete da Otan atingiu o vilarejo de Regi, na Província de Helmand, na sexta-feira. Entre as vítimas há mulheres e crianças. Se o número de mortos for confirmado, este será o mais violento incidente do tipo desde o começo da guerra, em 2001.

, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2010 | 00h00

De acordo com o porta-voz da Otan, coronel Wayne Shanks, relatos iniciais não confirmam que civis foram atingidos ou os foguetes da organização desviaram do percurso.

Mortes de civis são o maior motivo de atrito entre Karzai e a Otan. Segundo a ONG Afghanistan Rights Monitor, mais de mil civis morreram no primeiro semestre do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.