Karzai condena ataque com mais de 70 mortos civis

O presidente do Afeganistão ainda acusou a coalizão americana de não ter coordenado ofensiva com as forças afegãs

EFE

23 de agosto de 2008 | 06h29

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, condenou o bombardeio que causou a morte nesta sexta-feira de mais de 70 civis em Herat (oeste) e acusou a coalizão americana de não ter coordenado sua ofensiva com as forças afegãs. "Todos os esforços do Governo afegão para evitar os baixas civis não deram resultado e nossos inocentes concidadãos são assassinados em operações antiterroristas", lamentou Karzai em comunicado. Após acusar a coalizão comandada pelos Estados Unidos no Afeganistão de atuar sem regras, o presidente disse que seu Executivo "tomará todas as medidas necessárias" para evitar que fatos deste tipo se repitam e acrescentou que as anunciará em breve. A coalizão, composta fundamentalmente por tropas norte-americanas, comanda a missão antiterrorista "Liberdade Duradoura" no Afeganistão e opera à margem da Força de Assistência de Segurança (Isaf) da Otan.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistão, Karzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.