Karzai deve aceitar decisão sobre fraudes em pleito

A Comissão Eleitoral Independente promete divulgar hoje os resultados finais das controversas eleições nacionais no Afeganistão, realizadas em 20 de agosto. O presidente do país e candidato à reeleição, Hamid Karzai, deve aceitar a decisão das autoridades, de acordo com um comunicado divulgado hoje pela equipe dele. Ontem, uma comissão de investigação apoiada pelas Nações Unidas recomendou a impugnação de milhões de votos.

AE, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 10h02

Resultados preliminares davam vitória em primeiro turno para Karzai. Porém, com as impugnações, aparentemente ele deve ficar com menos de 50%, o que levaria a disputa ao segundo turno. O adversário do presidente seria então o ex-ministro das Relações Exteriores Abdullah Abdullah, que pede um segundo turno. No entanto, em entrevista à CNN, ele disse que "ao mesmo tempo, a porta está aberta" para outras opções a fim de encerrar a crise política. Uma dessas opções seria a formação de um governo de união.

O ministro de Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner, disse que seria "muito importante" que Karzai disputasse um segundo turno. Kouchner afirmou que isso será "uma prova de democracia". O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aguarda a decisão das eleições para decidir sobre a estratégia para as tropas norte-americanas no país. O comandante Stanley McChrystal pede mais soldados, mas ainda não há decisão sobre o tema. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.