Karzai é favorável a acordo de segurança com os EUA

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, se declarou favorável a um acordo de segurança com os Estados Unidos, permitindo que algumas das tropas norte-americanas permaneçam no país após 2014 - prazo anunciado para a retirada das forças militares dos EUA. Karzai, no entanto, pediu algumas "garantias", mas não forneceu mais detalhes sobre as exigências.

AE-AP, Agência Estado

30 Maio 2013 | 12h25

Ele fez a declaração em uma reunião de desenvolvimento rural nesta quinta-feira, 30. Karzai já havia afirmado que os Estados Unidos devem se comprometer a aumentar a segurança afegã, fortalecer as suas forças armadas e proporcionar, a longo prazo, assistência ao desenvolvimento econômico do país.

Os EUA também devem pagar pelo acordo, disse o líder afegão em referência a demanda do país alugar até nove bases militares no Afeganistão. Karzai não informou quanto o país pediria pelas bases, mas a estimativa é de que o valor ultrapasse os U$ 6 bilhões. Os Estados Unidos disseram que não buscam bases militares permanentes em território afegão.

Um acordo entre os dois países é esperado até o final deste ano. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistãoacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.