Karzai pede ajuda contra narcotráfico no Afeganistão

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, fez um apelo para que a comunidade internacional ajude seu governo a combater as drogas, em meio a alertas de que o país estaria se transformando rapidamente em um "narco-Estado", com o tráfico ajudando a financiar o extremismo.Durante uma conferência internacional sobre o combate às drogas, Karzai comentou que a produção de ópio ameaça a recuperação econômica, a segurança nacional e até mesmo o Islã, "sobre o qual repousam as esperanças de que se encerrará esse ciclo de um quarto de século de violência no país".A produção de ópio - matéria-prima da heroína - explodiu nos últimos dois anos, período em que uma ofensiva militar liderada pelos Estados Unidos causou a queda do regime fundamentalista islâmico do Taleban. O Taleban, que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001, impôs uma rígida interpretação da lei islâmica e praticamente erradicou a produção de ópio no país.Segundo uma estimativa da ONU, o Afeganistão foi responsável pela produção de três quartos de todo o ópio processado em 2003. A comercialização da droga gerou US$ 2,3 bilhões, mais de metade do produto interno bruto afegão. Novas pesquisas sugerem que haverá aumento na produção neste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.