Karzai pede que Paquistão ajude com Taleban

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, fez um apelo pessoal nesta segunda-feira ao primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif. Karzai pediu que a autoridade que o Paquistão ajude o governo afegão a iniciar as conversas com os rebeldes do Taleban.

AE, Agência Estado

26 Agosto 2013 | 09h48

Karzai viajou nesta segunda-feira a Islamabad para um encontro com Sharif, a primeira visita do presidente do Afeganistão ao Paquistão desde que o novo governo assumiu o poder em junho. Durante a breve passagem de um dia, Karzai reiterou a demanda de seu governo para que o Paquistão use sua relação com o Taleban afegão para persuadir os insurgentes a irem à mesa de negociações com Cabul.

Em um breve pronunciamento à imprensa, Karzai disse que espera que o Paquistão ajude "em prover oportunidades ou uma plataforma de conversações entre o Alto Conselho da Paz e o movimento Taleban".

A tentativa intermediada pelos EUA de avançar com as negociações entre o governo de Cabul e representantes do Taleban fracassaram no início do semestre, e o Taleban, até agora, tem se recusado a entrar em diálogo direto com o Alto Conselho da Paz de Karzai. O Conselho é composto por um grupo de afegãos influente e ex-militantes encarregados pelo presidente afegão de trazer o Taleban para negociações de paz.

Por sua vez, Sharif disse que Islamabad oferece "apoio forte e sincero de paz e reconciliação no Afeganistão", a formulação habitual da posição do Paquistão. Os dois líderes leram breves declarações e não responderam perguntas de repórteres, dando pouca indicação de qualquer novo avanço nas relações entre os vizinhos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
afeganistãopaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.