Karzai prevê 'irregularidades' em eleições parlamentares do Afeganistão

Presidente admite que haverá 'problemas e acusações' no pleito de sábado; Taleban promete atacar

Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 12h08

CABUL - As eleições parlamentares do Afeganistão, marcadas para o sábado, 18, terão "irregularidades", alertou o presidente Hamid Karzai nesta sexta-feira.

 

Veja também:

linkSequestros assustam Afeganistão antes de eleições

 

"No Afeganistão, sob essas circunstâncias, nós devemos esperar que haverá irregularidades, haverá problemas e haverá acusações também", disse Karzai a jornalistas, no palácio presidencial em Cabul. "Mas nós devemos tentar fazer nosso melhor nessas circunstâncias e fazer das eleições um sucesso", afirmou. Um ano antes, a própria reeleição de Karzai foi manchada por denúncias de fraude.

 

O líder afegão pediu que a população compareça para votar. Mais de 2.500 candidatos disputam 249 cadeiras na Câmara dos Deputados. Karzai pediu também que as pessoas não vendam seus votos.

 

Em agosto do ano passado, o presidente foi reeleito para mais cinco anos de mandato, em uma disputa maculada por acusações de fraudes em grandes proporções, a maioria em favor do próprio Karzai.

 

Desde então, ele enfrentou acusações de envolvimento em corrupção, com alguns escândalos, incluindo o quase colapso do privado Banco Cabul. Mais cedo, Karzai pediu ao Taleban que também vote. O grupo, porém, já prometeu atrapalhar as eleições, exigiu que a população boicote as urnas e matou três candidatos.

 

Nesta sexta-feira, outro candidato foi sequestrado. Dezenas de milhares de membros das forças de segurança do país estão em alerta, para evitar o cumprimento das ameaças. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoeleiçõesfraudesKarzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.