Kasparov é interrogado pelas autoridades

Detido na sexta-feira em Moscou em uma manifestação de apoio à banda punk Pussy Riot, o enxadrista russo Gary Kasparov foi interrogado ontem pela polícia de seu país. O ex-campeão mundial de xadrez é suspeito de "ter mordido" um membro das forças de segurança russas, acusação que ele nega. "O comitê de investigação russo deve decidir se abre uma investigação criminal contra mim", afirmou Kasparov, que foi detido juntamente com outros defensores do grupo musical, em seu site na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.