, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Três pesquisas de opinião divulgadas ontem e no domingo no Peru mostram que a candidata conservadora Keiko Fujimori manteve sua vantagem sobre o nacionalista Ollanta Humala, a menos de duas semanas do segundo turno. Em duas delas, a diferença entre os dois, considerados os votos válidos, supera seis pontos porcentuais.

De acordo com o instituto CPI, Keiko tem 53,7% dos votos válidos contra 46,3% de Humala. O número de indecisos é de 11% e o de eleitores que anularão o voto, 9%. A candidata da coalizão Fuerza 2011 oscilou 0,8% para cima em comparação com o último levantamento, feito entre 9 e 12 de maio. O concorrente da chapa Gana Peru variou 0,8% para baixo. Desde o dia 24, a candidata subiu seis pontos porcentuais. A margem de erro é de 1,85% para mais ou para menos.

Segundo o Ipsos Apoyo, Keiko variou 0,3% para cima e agora tem 51,4%. Humala oscilou também 0,3% para baixo e conta com 48,6%. Os indecisos somam 7% do total de entrevistados e os que anularão o voto, 11%. A margem de erro é de 2,2%.

Um terceiro instituto, o Datum, apurou que Keiko tem 53,4% da preferência popular contra 46,6% de Humala.

A candidata comemorou com cautela os resultados. "Agradeço o apoio que o povo tem dado à minha candidatura. Ainda assim, há uma grande porcentagem de indecisos", disse.

De acordo com analistas, os indecisos devem decidir a eleição. Segundo todos os institutos, Keiko tem vantagem maior em Lima, que concentra dois terços do eleitorado. Humala é mais forte no sul do país. / AFP E EFE

Na frente

7 pontos porcentuais é a vantagem de Keiko Fujimori sobre Ollanta Humala

53,7% dos votos válidos tem a fujimorista, segundo o instituto CPI

11% dos eleitores não sabem em quem votar no dia 5 de junho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.