Kelpers concluem voto sobre soberania

Os últimos dos 1.672 eleitores das Ilhas Malvinas terminaram na tarde de ontem de votar no referendo em que deliberaram sobre continuar vinculados à Grã-Bretanha ou transferir a administração do arquipélago para a Argentina. Espera-se que a opção pelo país europeu vença com ampla maioria. O governo argentino não reconhece a legitimidade da votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.