Kerry critica referendo de independência na Ucrânia

Washington, 07/05/2014 - O governo dos Estados Unidos denunciou como ilegal um referendo programado para este fim de semana por insurgentes pró-Rússia que pressionam por autonomia e independência para áreas do leste da Ucrânia. O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse nesta terça-feira que o referendo marcado para domingo é "falso" e não será reconhecido pelo Ocidente.

AE, Agência Estado

07 Maio 2014 | 12h28

Em março, Moscou apoiou referendo de independência na península da Crimeia, o que levou à anexação da região à Rússia. Líderes do movimento contra o governo interino ucraniano afirmam que planejam realizar um referendo sobre autonomia das áreas de Donetsk e Luhansk, embora nenhum preparativo para a votação tenha sido visto até o momento.

"Nós rejeitamos categoricamente esse esforço ilegal para dividir ainda mais a Ucrânia", assinalou Kerry a repórteres após a reunião no Departamento de Estado com o chefe de política externa da UE, Catherine Ashton. "A realização (do referendo) irá criar ainda mais problemas para o esforço de tentar acalmar a situação." Ele salientou que se trata "da cartilha da Crimeia" novamente e que "nenhuma nação civilizada reconhecerá os resultados de um esforço tão falso." Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.