Kerry defende voto a favor de autorização para a guerra

Respondendo a uma pergunta do p[residente George W. Bush, o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, senador John Kerry, disse que, mesmo sabendo o que sabe hoje - que não há armas de destruição em massa do Iraque - mantém seu voto de outubro de 2002 no Senado, concedendo ao presidente autoridade para enviar tropas ao Iraque. ?Era a autoridade certa para o presidente ter?, disse, ao mesmo tempo em que mandou a Bush uma série de perguntas espinhosas.?Por que corremos para a guerra sem um plano para fazer a paz? Por que corremos para a guerra com base em informação falsa, em vez de trabalhar duro para dar a verdade à América? Por que ele enganou os americanos sobre o motivo da guerra? Por que não chamou outros países para dar às tropas americanas o apoio que elas merecem e aliviar a pressão sobre o povo americano??, disparou o democrata.Kerry acusou Bush de fazer mau uso da autoridade de fazer a guerra. Mais especificamente, Kerry notou que o governo americano ainda tenta convencer os países árabes a colaborar com tropas. ?Tudo isso devia ter sido feito no início?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.