Kerry e Bush digladiam-se na questão iraquiana

Num duelo de palavras sobre o Iraque, o senador John Kerry, candidato do Partido Republicano à presidência dos EUA, disse que as políticas do presidente George W. Bush, candidato à reeleição, tornaram a guerra ao terrorismo mais árdua e "deixaram Osama bin Laden escapar". Já Bush repreendeu o adversário por questionar a credibilidade do presidente do Iraque, Ayad Allawi.Atacando as críticas de Kerry à avaliação otimista da situação iraquiana feita por Allawi, Bush afirmou que "não se pode liderar este país se o aliado no Iraque sente sua credibilidade questionada. A mensagem para o povo iraquiano tem de ser: ´apoiamos vocês´. A mensagem tem de ser alta e clara". Bush disse que Allawi "arrisca a vida para libertar o Iraque".Já Kerry afirmou que "toda semana, famílias demais choram por entes queridos mortos no Iraque por terroristas que sequer estavam lá antes da invasão" ordenada por Bush.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.