Kerry é favorito em primárias de sete Estados

Vencedor das duas primeiras prévias democratas, em Iowa e New Hampshire, o senador John Kerry chega como favorito para as primárias e assembléias partidárias que serão realizas amanhã em sete Estados: Arizona, Delaware, Missouri, Novo México, Dakota do Norte, Oklahoma e Carolina do Sul. As eleições internas da chamada "minissuperterça" apontarão 269 delegados à convenção democrata, dos 4.322 que elegerão o candidato do partido que enfrentará o presidente George W. Bush em 2 de novembro. Missouri, que elegerá 74 delegados, é o maior prêmio entre os sete Estados. Mas, segundo analistas, uma vitória no Missouri pode significar muito mais do que a simples soma de possíveis votos na convenção. Principalmente no caso de Kerry, porque o Estado fica muito longe de sua base eleitoral, Massachusetts. Na análise do colunista R.W. Apple Jr., de The New York Times, a possibilidade de Kerry vencer a convenção aumentaria muito se ele vencer no Missouri, onde lidera as pesquisas.O Estado é considerado um microcosmo dos EUA: é o primeiro do calendário eleitoral que tem grandes áreas metropolitanas - em St. Louis, Kansas City e subúrbios estão três quartos dos eleitores -, uma razoável minoria de negros e uma crescente população hispânica. Quem vencer no Missouri comprovará que tem as condições necessárias para se eleger nacionalmente.O senador, no entanto, já começa a enfrentar ataques de seus rivais democratas - principalmente do ex-governador de Vermont Howard Dean, que busca uma vitória em pelo menos uma das prévias de amanhã para manter viável sua pré-candidatura. Dean acusa Kerry de ser financiado por corporações e grupos de lobby.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.