Kerry exige data para conferência sobre Síria

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse nesta segunda-feira que é "urgente" estabelecer uma data para o encontro de Genebra II sobre o futuro da Síria. Kerry também afirmou que a criação de um governo de transição é o único caminho a seguir.

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 09h18

Após reunião com o representante especial da ONU Lakhdar Brahimi, Kerry disse que é "urgente definir uma data para a convocação da conferência e trabalhar em direção a uma nova Síria".

"É preciso um governo de transição, é preciso uma nova entidade que governe a Síria para permitir a possibilidade de paz", disse Kerry. O secretário de Estado também afirmou que Genebra II deve ser organizada até o prazo dado pela ONU, de meados de novembro.

Kerry e Lakdhar Brahimi falaram a repórteres na residência do embaixador dos EUA no Reino Unido, em Londres.

"Pode haver e haverá uma solução política se todos se unirem e trabalharem para isso", afirmou Brahimi. "Em breve, teremos de definir uma data específica."

Kerry disse que o presidente sírio, Bashar Assad, "perdeu a legitimidade para ser capaz de ser uma força coesa que possa unir as pessoas".

Brahimi afirmou que vai viajar para o Oriente Médio nesta semana para encontrar representantes de todos os lados do conflito e tentará planejar e definir uma data para a reunião.

Kerry estava em Londres na última parada de uma viagem de duas semanas no exterior. Ele também passou por Japão, Indonésia, Brunei, Malásia e Afeganistão.

Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euasíriaconferência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.