Kerry se desculpa por piada que constrangeu militares

O senador democrata John Kerry se desculpou nesta quarta-feira por "uma piada mal feita" que foi muito criticada pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e dominou as manchetes a uma semana das eleições legislativas. "Disse que se tratava de uma piada mal feita. É lógico que lamento uma piada mal feita", afirmou o senador em entrevista à rádio MSNBC. O candidato democrata à presidência em 2004 recomendou na segunda-feira a um grupo de jovens que se esforçassem em seus estudos, porque aqueles que não aproveitam as oportunidades de se educar "podem terminar presos no Iraque" sem saber como sair de lá. A Casa Branca afirmou que Kerry quis dizer que os militares americanos carecem de instrução ou não são inteligentes e pediu ao senador que se desculpe. Até mesmo alguns candidatos democratas ao Senado, como Harold Ford e Jon Tester, apoiaram o pedido. Kerry, cujo posto no Senado por Massachusetts não será renovado neste pleito, cancelou os discursos eleitorais que estavam previstos para esta quarta-feira em Iowa, Pensilvânia e Minnesota. Nos discursos, Kerry tinha programado apoiar os democratas que são candidatos a algum dos 435 postos na Câmara dos Representantes e dos 33 do Senado que estarão em jogo nas urnas na próxima terça-feira. O senador explicou que não queria ser "uma distração" na campanha. Segundo o escritório de Kerry, o senador errou ao tentar fazer uma piada no discurso de segunda-feira. O texto que tinham preparado para ele dizia: "Sabem onde terminarão se não estudarem, se não estiverem preparados, se forem preguiçosos intelectualmente? Terminarão presos em uma guerra no Iraque. Perguntem ao presidente Bush se não". Bush respondeu na terça-feira ao comentário de Kerry, que qualificou de "insultante e vergonhoso". O porta-voz da Casa Branca, Tony Snow, reiterou nesta quarta-feira que Kerry "devia pedir desculpas" aos militares dos Estados Unidos. "O senador Kerry talvez errou com a piada, mas o que disse foi insultante para as tropas e o que deveria dizer é: ´Errei na piada e peço perdão porque ofendi´", afirmou Snow em entrevista ao programa "The Early Show", da rede CBS.

Agencia Estado,

01 Novembro 2006 | 18h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.